Como os cães percebem os rostos humanos

0

Já foi comprovado que áreas específicas do cérebro humano são dedicadas ao tratamento dos rostos. Até pouco tempo atrás, não se sabia se o cérebro dos cães funcionava da mesma forma. No entanto, pesquisadores mexicanos analisaram as áreas cerebrais caninas responsáveis pela percepção dos rostos humanos.

O estudo de Laura V. Cuaya, Raúl Hernandez-Perez e Luis Concha, publicado pela revista Plos One, é focado na descrição dos correlatos cerebrais da percepção dos rostos humanos pelos cachorros através da IRM (Imagem por Ressonância Magnética) funcional. A experiência exigiu uma formação muito específica de sete cães (cinco border collies, um labrador retriever e um golden retriever ), sendo quatro machos e três fêmeas com idades entre 15 e 50 meses. Para aceitar o teste de ressonância magnética, eles foram submetidos a um treinamento de quatro meses para aprenderem a ficar imóveis, com a cabeça em um apoio de queixo.

Após essa etapa de treinamento, os cientistas mostraram aos cães 50 fotos de rostos humanos ‘neutros’ e 50 fotos de objetos do dia a dia. As fotos foram exibidas em uma tela durante uma única sessão de 190 segundos, dividida em várias sequencias de sete segundos com cinco imagens cada uma. A atividade cerebral dos cachorros foi fotografada e analisada durante a sessão.

Diante de fotos de rostos humanos, a atividade cerebral dos cães registrou mudanças significativas em várias áreas do cérebro, sobretudo no córtex temporal bilateral. Já a observação dos objetos do dia a dia não mostrou alterações na atividade cerebral.

Parte da via visual ventral, o córtex temporal é, segundo os pesquisadores, um pilar da cognição social dos cachorros. Os cientistas mostraram ainda que a atividade cerebral ligada à percepção dos rostos também induz uma atividade no núcleo caudado, uma área do cérebro associada à recompensa.

Assim, de acordo com os autores do estudo, é possível que para um cão, observar um rosto humano seja mais intrinsecamente ligado à recompensa do que a visão de um simples objeto.

Fonte : Laura V. Cuaya, Raùl Hernandez-Perez et Luis Concha, Our faces in the dog’s brain : functionnal imaging reveals temporal cortex activation during perception of the human faces, in Plos One, março de 2016.

Traduzido por: Yann Walter

https://www.superaonline.com.br/v2/noticias/como-os-caes-percebem-os-rostos-humanos/?utm_campaign=supera_news_42&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

Share.

About Author

Comments are closed.