Comunidade Quilombola do Cedro, recebe instrumentos musicais do Mercadão.

0

No dia 17 de julho de 2016, foi realizado o encontro entre as famílias quilombolas cedrinas com almoço e muita música. Além dos quilombos, estiveram presentes o empresários do Mercadão da Eletrônica: Valdeci Carrer, Andreia Menegol Carrer acompanhado por Fernando dos Anjos. O empresário fez a entrega da doação de um cavaquinho e de um violão para Comunidade e de camisetas com a logo do Quilombo do Cedro CQC – Comunidade Quilombola do Cedro.

Registra-se, também, a presença da professora Jaqueline Oliveira, a qual está envolvida diretamente com a Comunidade por meio de projetos, os quais buscam a preservação do patrimônio Cultural material e imaterial da Comunidade, preservação do Cerrado e dos Recursos Hídricos (nascentes dentro do Quilombo do Cedro).

Jaqueline fez a doação de novos instrumentos de percussão para o Grupo de Jovem da Comunidade, objetivando a preservação do patrimônio cultural imaterial da Comunidade.

Se você ainda não conhece a Comunidade Quilombola do Cedro vale a pena fazer uma visita e ver de perto a boa receptividade cedrina, sua gente e seus costumes.

Um pouco mais da história do Cedro no texto da Professora Jaqueline Oliveira, grande incentivadora das artes naquela comunidade em parceria com o Mercadão da Eletrônica e FAMA: A Comunidade Quilombola do Cedro está localizada no município de Mineiros/GO, é constituída de remanescentes diretos de escravos. Foi fundada pelo ex-escravo Chico Moleque, em 1885, área de 8,6 mil alqueires. Chico Moleque, fundador da Comunidade Quilombola do Cedro, comprou a posse de um pedaço de terra da Fazenda Flores do Rio Verde, a escritura pública de venda e compra lavrada nas notas do escrivão de paz Antônio da Cunha Vasconcelos da Vila de Jataí, termo e Comarca de Rio Verde, Província de Goiás, data de 28-04-1885.Na atualidade, moram 36 famílias na Comunidade , totalizando 400 quilombolas cedrinos, entre crianças, jovens, adultos e idosos.


Share.

About Author

Comments are closed.